Pressione a Secretaria de Infraestrutura e a EMLUR!

Quem você vai pressionar (6 alvos)

0
pessoas querem acudir o Bairro de São José!

O Bairro de São José é um dos mais abandonados da cidade. Não pelos moradores: pela Prefeitura.
Entre 2 dos mais privilegiados bairros da cidade (Manaíra e Brisamar), São José resiste espremido pela opulência dos prédios e margeado por um rio poluído.
Por isso, só apelando ao Santo para que o mínimo seja feito: queremos duas pontes novas para substituir as sucatas enferrujadas que lá estão. E mais: 2 coletores de lixo.
Próximo dia 18 de novembro São José faz aniversário.
Com sua pressão, a gente cobra do Secretário de Infraestrutura, Cássio Augusto, e do Superintendente da EMLUR, Lucius Fabiani, e consegue as pontes e os coletores.
Não é presente de aniversário, é obrigação.
Presente é sua pressão no formulário ao lado ;)
Acode São José!
PONTE DA MORTE
O vendedor de mungunzá, de pipoca, de coco, a enfermeira da UPA, o encanador, a professora, o motorista de ônibus e as crianças do bairro passam por aí todo santo dia.
São mais de 10 anos de remendagem.
Veja o estado das pontes:
Para mudar isso não precisamos de milagre, mas de boa vontade.
São José tem mais de 16.000 habitantes.
De acordo com uma pesquisa feita em 2013, o IDH do Bairro São José é 0,345. O de Manaíra é 0,907.
*Mapa: Gabriel Lucas
As pontes que queremos a substituição são as duas da extremidade, ambas em alto risco.
‘‘É uma vergonha’’
Os moradores correm risco todos dias ao atravessar essas pontes.
Já o acúmulo de lixo polui o Rio Jaguaribe e é um problema de saúde pública.
Confira o depoimento de Dona Rita e Dona Guia:
QUEM ABRAÇA ESTA CAUSA?
A Minha Jampa é uma comunidade de pessoas conectadas, mobilizadas e interessadas em participar ativamente das decisões que impactam a nossa cidade. Trabalhamos por uma João Pessoa mais democrática, participativa e agradável!
O EngajaMundo é um movimento nacional e existe aqui em João Pessoa há mais de 2 anos. Em 2016 eles fizeram uma consulta pública sobre temas como mobilidade, sustentabilidade, segurança e participação política.